Release: A libertação sexual

Livro "A Libertação Sexual"

Livro “A Libertação Sexual”

Quem pensa que o “ficar”, esta criação espontânea e globalizada dos pré-adolescentes, é apenas um modismo ficará surpreso com a leitura de “A Libertação Sexual”, novo livro de Flávio Gikovate, publicado pela MG Editores, empresa que agora integra o Grupo Editorial Summus.

Para o autor, que desde o início de sua carreira dedica-se essencialmente ao trabalho de psicoterapeuta e é pioneiro no Brasil na publicação de trabalhos sobre a sexualidade humana e o tema do amor, o “ficar” é um comportamento que dá continuidade ao importante processo de revolução sexual que teve início nos anos 60 do século passado.

Gikovate, que já foi definido pela filósofa Olgária Mattos como um “pessimista clarividente”, desenha neste seu mais recente trabalho um cenário francamente otimista para os próximos 5 ou 10 anos. Acredita que os jovens que hoje têm entre 12 e 16 anos acabarão por criar uma nova forma de relacionamento que deixe de se pautar pelo domínio do que ele chama dos sinais visuais ou exteriores: o culto excessivo da beleza física, padronizada nos seios siliconados e nas formas exuberantes das “popozudas”, nos corpos “sarados” dos rapazes e na exibição e valorização dos bens materiais, acessíveis a muito poucos.

Os primeiros resultados destas mudanças de comportamento entre jovens já seriam visíveis. Os rapazes estão muito mais serenos e menos ansiosos em iniciar-se sexualmente, a ponto de deixarem alguns pais preocupados com o que seria uma eventual falta de interesse pelo sexo. Evitam fazer fazem abordagens grosseiras, abrindo espaço para a iniciativa delas e gerando o atual clima unissex, em que o objetivo é a busca do prazer e não a afirmação do poder.

Por outro lado, a contínua e crescente inserção das mulheres no mundo do trabalho tende a generalizar e a ampliar a divisão das tarefas entre os sexos, liberando o homem da sua função de principal provedor. Gikovate afirma ainda que um dos resultados mais notáveis da vitória do feminismo é a libertação do homem do jugo do sucesso material obrigatório. Cada vez mais as relações estarão sendo mantidas entre homens e mulheres independentes economicamente.

Outra de suas conclusões surpreendentes é a de que a prostituição e o sexo pago estão com seus dias contados. A falta da necessidade de os rapazes se iniciarem precocemente na vida sexual, como fizeram seus pais e avós, está mudando o perfil dos compradores do sexo: seriam agora , em sua maioria, homens acima dos 35 anos de idade.

Ficha Técnica:

Título: A Libertação Sexual – Rompendo o elo entre o sexo, o poder e a agressividade
Autor: Flávio Gikovate
Páginas: 192
Preço: R$ 41,20
Público-alvo: Educadores, Psicólogos, Pais, Sexólogos

Informações:

Ana Paula Alencar
(11) 4787-1322
(11) 9771-7336
imprensa@gruposummus.com.br
MSN: anapaulaalencar_1@hotmail.com
Sype: anapealencar
Twitter: @summus_imprensa

Compartilhe!