Author Archives: Equipe Flávio Gikovate

Nossas qualidades atraem hostilidade

Crescemos e nos formamos levando em consideração, basicamente, aquilo que ouvimos dos nossos pais e professores. Por influência deles, somos levados a concluir que é conveniente sermos pessoas boas, esforçadas, trabalhadoras e gentis com os nossos colegas, uma vez que este é o caminho para sermos aceitos e queridos por eles. Uma das mais desagradáveis… Continue lendo »

O ciúme retroativo

Quando duas pessoas iniciam um relacionamento de forma intensa, quando surge a forte tendência para a fusão romântica – e naqueles casos em que o casal resiste pouco a isso -, muito rapidamente despontam uma sensação de compromisso e um desejo de passarem todos os instantes juntos. Nesse tipo de relacionamento, não existe ciúme sexual,… Continue lendo »

Quando falar é agredir

Há opiniões discrepantes em relação às pessoas que são muito cuidadosas e delicadas quando expressam seu ponto de vista, especialmente sobre temas polêmicos. Alguns as julgam falsas e hipócritas, pois escolhem as palavras com o intuito de agradar o interlocutor. Resultado: desconfia-se de sua sinceridade. Outros, porém, pensam de forma diferente. Acham que são espíritos… Continue lendo »

Os opostos se atraem, mas não se entendem

É voz corrente que, nos relacionamentos afetivos, os opostos se atraem. Diante do fato, a gente se posiciona de forma curiosa: como sempre ouvimos falar disso, consideramos a afirmação absolutamente verdadeira. Não duvidar de sua lógica parece nos conduzir a um “porto seguro” e acabamos acreditando que o fenômeno é inevitável. Por acaso alguém já… Continue lendo »

A questão da disciplina

A palavra “disciplina” já teve conotação positiva; relacionava-se com valor e era considerada uma aquisição indispensável para o desenvolvimento emocional das pessoas. Ultimamente, passou a ser associada a autoritarismo, a disciplina militar. Pais disciplinadores passaram a ser vistos como pessoas antiquadas, como quem não ama de verdade os filhos. Damos a certas palavras conotações de… Continue lendo »

Sobre estar sozinho…

Não é apenas o avanço tecnológico que marcou o inicio deste milênio. As relações afetivas também estão passando por profundas transformações e revolucionando o conceito de amor. O que se busca hoje é uma relação compatível com os tempos modernos, na qual exista individualidade, respeito, alegria e prazer de estar junto, não mais uma relação… Continue lendo »

Café Filosófico homenageia o psiquiatra Flávio Gikovate

Edição especial relembra reflexões realizadas em mais de uma década no programa pelo especialista. Vai ao ar neste domingo (22/10), às 21h, na TV Cultura e no YouTube. A vasta experiência do psiquiatra Flávio Gikovate em trabalhos psicoterapêuticos permitiu que ele compreendesse com tanta singularidade nossas escolhas, os rumos que tomamos e o mundo que… Continue lendo »

Construir o simples: emagrecer

Da escassez, passamos ao excesso. Do menos, passamos ao mais. Da fome, passamos à fartura. Flávio Gikovate discute as questões: a obesidade é um problema biológico ou social? As dietas realmente emagrecem? Como lidar com a cultura do excesso? TV Cultura: “Construir o simples: emagrecer”. (Apresentação: Maria Luisa Mendonça) Programa CPFL: Novas Identidades – A… Continue lendo »

O Lado Obscuro da Palavra

Uma das mais fascinantes aquisições da nossa espécie foi a linguagem. Mesmo dispondo de um cérebro competente e da laringe, foram necessários vários milênios para que pudéssemos construir um conjunto de sons correspondentes a objetos, seus atributos e ações. Depois, os sons tiveram de ser transformados em algum tipo de sinal, de desempenho – precursor… Continue lendo »

Amor Próprio, Amor ao Próximo, Fazer Amor… Que Confusão!

Pensar de forma mais rigorosa é condição necessária para quem deseja ser mais feliz. Pensamos por meio de palavras e frases. Em nosso processo de reflexão, elas desempenham um papel semelhante ao dos números na Matemática. Qualquer erro no uso das palavras determina um engano que, na sequência dos pensamentos, tenderá a se amplificar e… Continue lendo »

Amor é Amor e Sexo é Sexo

Aprendemos que sexo e amor são componentes de um mesmo instinto. Não penso assim. O amor corresponde à agradável sensação de aconchego que sentimos quando próximos de uma criatura especial. É exatamente o que sente a criança no colo da mãe, nosso primeiro objeto do amor: a dor derivada da sensação de desamparo e de… Continue lendo »