Biblioteca Básica

Por em 02/11/2016

As leituras que mais me impressionaram e influenciaram.

Durante a adolescência

  • A. HUXLEY:

– A Ilha

– Visionários e Precursores

  • E. FROMM:

– A Arte de Amar

– O Medo à Liberdade

Nos primeiros anos da vida adulta

  • S. FREUD:

– Totem e Tabu

– O Mal-estar da Civilização

Freud me impressionou pela ousadia, pela criatividade e liberdade de pensar para além do convencional e, também, pelo rigor e honestidade de suas conclusões. Não fez concessões!

  • MASTERS E JOHNSON:

– A Conduta Sexual Humana

  • I. CARUSO:

– A Separação dos Amantes

  • H. MARCUSE:

– Eros e a Civilização

Na fase posterior aos 30 anos de idade

  • PLATÃO:

– O Banquete

– Mênon

– Fedro

Esses diálogos sobre o amor foram o ponto de partida dos meus estudos sobre o tema. Além do mais, me encantam estes textos que mostram a transição entre o pensamento pré-lógico e aquele que estamos habituados a praticar. Adoro quando deuses e humanos se misturam!

  • C. G. JUNG:

– Sincronicidade

  • O. RANK:

– O Trauma do Nascimento

  • M. MAHLER:

– The Psychological Birth of the Human Infant: Symbiosis and Individuation
(Basic Books, N.York, 1975.)

  • A. KOESTLER:

– Jano

  • C. LASCH:

– A Cultura do Narcisismo

  • J. J. ROUSSEAU:

– Discurso Sobre a Origem e os Fundamentos da Desigualdade entre os Homens.

  • F. NIETZSCHE:

– Humano, Demasiado Humano

  • F. DOSTOIEVSKI:

– Os Irmãos Karamazov

  • J. P. SARTRE:

– A Náusea

  • J. ORTEGA Y GASSET:

– Estudios sobre El Amor

– El Hombre Y La Gente

Nesse filósofo espanhol, que eu reli como se fosse a primeira vez nos últimos tempos, encontrei pontos de afinidade intelectual enormes, além de ficar hipnotizado pela beleza dos seus textos.

(Fonte: Arquivo – 1999)

Compartilhe!
  • Wanda Cristina Sanchez Peters

    Como sempre um grande querido! Muito obrigada!