O Quarentão Assanhado

O deslumbramento de muitos homens maduros por mulheres jovens pouco tem a ver com romance. O que move essas conquistas é um jogo de interesses entre o quarentão e a mocinha. Do lado do homem, o envolvimento está mais voltado para a afirmação do “eu ainda faço sucesso com as gatinhas”.

Quarenta anos é uma idade delicada para todo mundo. Surgem as rugas, cabelos brancos, manchas na pele e perturbações de saúde, que provocam graves ofensas à vaidade física tanto do homem quanto da mulher. Tudo isso nos lembra o terrível fato de que somos mortais e estamos sujeitos às degenerações da velhice. Uma certa depressão ligada a esse processo é universal. Uns toleram melhor, outros não.

Para alguns homens, porém, essa época da vida corresponde ao apogeu profissional, o que determina uma grande melhora na auto-estima masculina. Eles sentem-se vencedores. O sucesso profissional tem efeitos terapêuticos incríveis sobre os sentimentos de inferioridade acumulados durante a adolescência, especialmente para aqueles que se sentiram pouco interessantes para as mulheres.

Esses progressos interiores levam o homem a mudar também por fora: ele se torna mais posudo, mais falante e mais ousado. Cria coragem para abordar as mulheres que, aos seus olhos, são as mais atraentes. É interessante reafirmar como é importante a visão para o surgimento do desejo sexual masculino – e como isso é diferente nas mulheres.

Belos corpos, joviais e bem cuidados, despertam o desejo de todos os homens, antes mesmo de conhecerem a cabeça e o caráter de suas donas. Nossa cultura louva a juventude de uma maneira um pouco exagerada, de modo que não é de se espantar que é nessa direção que vão os olhares e os interesses dos homens que acreditam ter chances de sucesso na conquista.

Por causa dos mesmos condicionamentos culturais, as mulheres tedem a se interessar pelos homens que tiveram sucesso no jogo da vida prática. As atenções de muitas delas se voltam para os vencedores, mesmo antes de conhecerem a cabeça e o caráter deles. A coisa funciona mais ou menos assim: homens que “venceram na vida” têm direito às mulheres mais atraentes, e as mais atraentes têm direito aos que venceram.

Amor e interesse econômico passam a andar de mãos dadas e acho que esta é a razão principal para que muitas das belas moças sejam tão fascinadas pelos homens maduros – ao menos em idade. As explicações mais “psicológicas”, do tipo “elas buscam proteção, a figura do pai que não tiveram”, não me parecem adequadas à maioria dos casos. Só servem para encobrir o oportunismo.

Os quarentões assanhados – e nem todos são assim – ficam completamente embasbacados com o fato de, justamente quando se percebem com sinais de decadência física, tornarem-se tão interessantes para moças cobiçadas. Sentem que finalmente está “chovendo na sua horta” e tratam de aproveitar. Passam a se preocupar mais com a aparência física, ganham ares joviais, vestem-se de acordo com a moda e sentem-se recompensados com suas conquistas amorosas.

Seu vigor sexual, ainda presente, impressiona principalmente a eles mesmos! Com freqüência sentem-se “mal servidos” em casa, mas só abandonam a família quando se apaixonam para valer, coisa muito rara nesse tipo de homem. Eles estão mais envolvidos com a vaidade, com o sucesso e com os prazeres eróticos.

O deslumbramento de muitos homens maduros por mulheres jovens pouco tem a ver com romance. A cumplicidade intelectual e emocional característica do que se chama de amor dificilmente poderá se compor entre pessoas de gerações diferentes – o mundo anda rápido demais e é preciso ter vivido pelo menos parte da mesma história para que possa haver troca. Sem essa troca, o que se pode ter é um diálogo de surdos.

Compartilhe!
  • Meire Barbosa

    Olha Andreia, isso resume nossa conversa, ego + vaidade + autoafirmação + imaturidade emocional = tolice + quebrar a cara x galhos na cabeça rs. Diálogo de surdos se é assim com quarentoes, imagina com os que já passaram há tempos. Tudo bem patético!!!