Vídeo do Café Filosófico “A separação dos amantes”

PARTE 1

Vídeo do Café Filosófico “A separação dos amantes” 

 
 

PARTE 2

 
 

PARTE 3

 
 

PARTE 4

 
 

PARTE 5

 
 

PARTE 6

 
 

Compartilhe!
  • Gisele Ávila

    Esse medo é o ‘ensaio mental’ da perda do objeto do desejo como forma de antever e se proteger (de forma delirante) antecipadamente do mau que essa perda pode causar a qualquer momento. O medo é sempre delirante, a percepção de fatores de perigo real (ou atitude de precaução) não constituem, em nenhum aspecto, medo.
    Quanto mais fortalecido na sua individualidade a pessoa estiver, menor é o medo e maior a vivência experiencial em todos os aspectos, principalmente afetivo.
    Sou psicóloga e fiquei maravilhada com a teoria e a explicação desse psicanalista genial que eu admiro muito!