Artigo em destaque

O Lado Obscuro da Palavra

Uma das mais fascinantes aquisições da nossa espécie foi a linguagem. Mesmo dispondo de um cérebro competente e da laringe, foram necessários vários milênios para que pudéssemos construir um conjunto de sons correspondentes a objetos, seus atributos e ações. Depois, os sons tiveram de ser transformados em algum tipo de sinal, de desempenho – precursor… Continue lendo »

Artigo em destaque

Amor Próprio, Amor ao Próximo, Fazer Amor… Que Confusão!

Pensar de forma mais rigorosa é condição necessária para quem deseja ser mais feliz. Pensamos por meio de palavras e frases. Em nosso processo de reflexão, elas desempenham um papel semelhante ao dos números na Matemática. Qualquer erro no uso das palavras determina um engano que, na sequência dos pensamentos, tenderá a se amplificar e… Continue lendo »

Artigo em destaque

Amor é Amor e Sexo é Sexo

Aprendemos que sexo e amor são componentes de um mesmo instinto. Não penso assim. O amor corresponde à agradável sensação de aconchego que sentimos quando próximos de uma criatura especial. É exatamente o que sente a criança no colo da mãe, nosso primeiro objeto do amor: a dor derivada da sensação de desamparo e de… Continue lendo »

Artigo em destaque

Por que príncipes viram sapos

Para entender por que nos decepcionamos com o ser amado, é preciso conhecer o processo de namoro: saber o que leva a nos encantarmos sentimentalmente com alguém. O que faz uma pessoa até há pouco tempo desconhecida se tornar tão indispensável para nós que não imaginamos mais a vida sem ela? Não há como responder… Continue lendo »

Artigo em destaque

Simpatia, Antipatia, Chatice

Parece evidente que o sucesso profissional, econômico e social de uma pessoa depende muito da sua capacidade de se relacionar bem com os colegas. Acredito que os dois aspectos mais importantes para um relacionamento construtivo sejam: nossa capacidade de não atribuir valor — positivo ou negativo — a nós mesmos sem consulta aos fatos e… Continue lendo »

Artigo em destaque

As divergências de opinião nos relacionamentos amorosos

Ao caminhar em terreno minado, todo cuidado é pouco. Conversar sobre temas que podem ofender ou magoar o amado exige sabedoria, serenidade e enorme empatia. Empatia significa a capacidade de nos colocarmos no lugar do outro, mas não com a nossa forma de pensar; não se trata de transportar nossa mente para o corpo da… Continue lendo »

Artigo em destaque

Inveja x Gratidão

O que leva uma pessoa a quem ajudamos muito, que morou em nossa casa por um bom tempo e a quem demos todo o tipo de apoio moral e material, a desenvolver tamanha raiva contra a gente? Ela não deveria ser reconhecida e grata? Outro dia, lendo a resenha de um livro, o autor citou… Continue lendo »

Artigo em destaque

É legítimo lutar por amor?

Experimentamos uma sensação dolorosa de humilhação quando a pessoa que está nos interessando não dá sinais de ter achado tanta graça em nós quanto nós nela; ou então não se mostra tão disponível por estar vivenciando algum outro vínculo amoroso. Mais grave ainda é a sensação de rejeição, quebra do elo amoroso associado à humilhação… Continue lendo »

Artigo em destaque

Biblioteca Básica

As leituras que mais me impressionaram e influenciaram. Durante a adolescência A. HUXLEY: – A Ilha – Visionários e Precursores

Artigo em destaque

O casamento é necessário?

O casamento é uma sociedade civil que pode ser constituída como consequência de um encontro amoroso. Não foi sempre assim e não creio que venha a ser forçosamente assim no futuro. Acredito que será crescente o número de casais que estabelecerão elos amorosos que não se encaminharão na direção da sociedade conjugal. O principal objetivo… Continue lendo »

As brigas “normais” dos casais

Sempre me surpreendo quando ouço casais falando que só têm aquelas brigas “normais”. Elas costumam ser ricas em gritos, ofensas leves ou moderadas; isso quando não envolvem algum empurrão ou agressões maiores. As razões são as mais variadas, quase sempre relacionadas com ciúmes, dinheiro ou diferenças de opinião acerca de algum tema pouco relevante. Enfim,… Continue lendo »

O coração tem razões que a razão conhece

Me surpreendo quando penso que a grande maioria dos humanistas e psicoterapeutas se acomodaram diante da ideia de que o amor é um fenômeno mágico que se apossa de nós de uma hora para a outra e sem nenhum fundamento lógico ou racional. Não se empenharam em estudá-lo e o assunto ficou reservado para os… Continue lendo »

Alívio da TPM traz felicidade

É chegada a hora de colocar a síndrome mais temida pelas mulheres – e pelos homens – no divã. Segundo a literatura médica e científica, há mais de 150 sintomas físicos e emocionais diferentes relacionados com o período que anuncia a chegada da menstruação da mulher. A tão falada tensão pré-menstrual ou TPM é frequentemente… Continue lendo »

O Que é Ser Livre?

Falar sobre a liberdade é uma das questões mais fascinantes da Psicologia. Usamos muito essa palavra, mas temos dificuldade em conceituá-la. Todo o mundo afirma que quer ser livre, mas pouca gente sabe dizer o que quer fazer com a liberdade. É comum pensar que se pode agir sem impor limites à nossa vontade. Não… Continue lendo »

Romantismo Imaginário

Sou acusado de subtrair o encantamento do amor desde 1976. Na época, achava, como todo mundo, que ninguém podia ser feliz sozinho e que, portanto, o essencial era acertar na escolha do parceiro. Como essa opção decorre de um ato racional, fui acusado de tentar impor rigor científico a algo que deveria acontecer por meios… Continue lendo »

Como definir a amizade?

A amizade corresponde a um elo sentimental forte e que surge entre duas pessoas, ao que parece, em função de alguns dos ingredientes que nem sempre estão presentes no processo do encantamento sentimental. A simpatia costuma acontecer mais ou menos rapidamente, um achando graça no modo de ser, de falar, de rir e de pensar… Continue lendo »

Quando os parentes invadem nossa intimidade

– “Família é pra essas coisas” é um tema perigoso, pois permite que nossa privacidade seja devassada, criando situações embaraçosas e impedindo uma relação mais sadia e madura. Somos educados para distinguir muito claramente os parentes dos amigos e das pessoas em geral. Desde crianças, aprendemos que a família é composta por criaturas sui generis… Continue lendo »

Educar é preparar para a vida

Um dos filmes mais bonitos e comoventes dos últimos anos, Cinema Paradiso, que ganhou o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro. Foi um grande sucesso de bilheteria em muitos países e também no nosso. Quase todas as pessoas que conheço choraram em algumas partes do filme. A cena que provocou lágrimas no maior número de espectadores… Continue lendo »

Só o justo é forte e livre

O generoso se vicia em receber elogios decorrentes de sua capacidade de abrir mão do que lhe pertence em favor de outras pessoas. Como os elogios nos fazem muito envaidecidos, nos empurram na direção de buscarmos quantidades cada vez maiores de elogios semelhantes. Na prática, as pessoas generosas vão ficando muito dependentes da avaliação positiva… Continue lendo »

O corpo odeia a intromissão da razão

Não deixa de ser curioso observarmos a existência de uma certa luta de poder entre a mente e o corpo, que tenta de todas as formas manter seu direito a uma existência autônoma, livre da influência da razão – que procura mandar em tudo. Essa parte da vida interior, que pensa, ouve, fantasia e faz… Continue lendo »

As Várias Faces da Mentira

Há um momento na vida em que, graças ao domínio de mecanismos sofisticados da inteligência, aprendemos a mentir. Mentimos jogando com as palavras, contendo gestos, assumindo posturas convenientes – e das quais discordamos – para aliviar tensões. Tentamos esconder aquele traço da nossa personalidade que não nos agrada assumindo uma maneira de ser mais apropriada.… Continue lendo »

Os Desenganados e os Enganados

Não sei se ainda hoje se fala assim, mas até há alguns anos se dizia, a respeito de alguém que estivesse gravemente enfermo, que ele estava desenganado. Ou seja, que estava à beira da morte. Quanto mais penso mais acho curioso o fato de usarmos a palavra “desenganado” quando nos referimos a uma pessoa que… Continue lendo »